Thursday, July 31, 2008

ONJO na abertura do Jazz em Agosto

O primeiro dos grandes concertos da edição 25 do Jazz em Agosto acontece amanhã no Anfiteatro ao Ar Livre da Gulbenkian.

Ar livre será verdadeiramente a adjectivação própria para ajudar a enquadrar a vinda a Lisboa da New Jazz Orchestra de Otomo Yoshihide, que para o concerto na Gulbenkian inclui o trompetista Axel Dörner, o pianista Cor Fuhler e o saxofonista Mats Gustafsson. Ar livre porque o esquema de trabalho e performance da ONJO terá um plano pré-estabelecido mínimo e a liberdade criativa de cada músico em palco fomentará interpretações improvisadas do que, eventualmente, possa ter sido estruturado. Cada player terá espaço próprio para impor a sua sensibilidade e cariz, e a atmosfera que conseguirem criar não pode ser previsível.



A edição 2008 do mais livre dos festivais em Portugal continuará durante os próximos dois fins de semana. Lisboa será visitada por um conjunto importante de músicos ímpares, cujo denominador comum pode bem ser a postura de experimentação e liberdade criativa que mantém, algo difícil de encontrar noutros quadrantes da criação artística. Para além de Otomo Yoshihide, John Zorn e Fred Frith, Sylvie Courvoisier com Mark Feldman e Ikue Mori, Satoko Fujii com Natsuki Tamura, Peter Brötzmann com Mats Gustafsson e Ken Vandermark.

Apontar nomes isolados no cartaz não deixa de ser uma injustiça. Há mais, muito mais para ver e ouvir na Gulbenkian, de 1 a 9 de Agosto. Não se pretende restringir a liberdade de escolha (se tiver de haver compromissos), mas sim estimular curiosidades para quem queira ousar experimentar músicas vivas.

Jazz? A Música, pela Música !

No comments: