Friday, January 19, 2007

Intolerância

A música nem sempre é composta como uma manifestação de alegria, prazer ou exultação da beleza e harmonia do mundo. A verdade é que o mundo nem sempre é belo. Nem sempre, portanto, a música consegue ou quer fazer-nos cantar. Nem sempre os compositores querem partilhar alegria e esperança.

ORQUESTRUTOPICA, o agrupamento residente do CCB, reúne em concerto duas obras escritas em contextos de crítica social e sobrevivência física e psicológica: O King de Luciano Berio e Quatour pour la fin des temps de Olivier Messiaen.

O King é uma homenagem de Berio a Martin Luther King Jr, na qual os fonemas do nome do activista constituem o texto para a peça; Quatour pour la fin des temps foi escrito em 1940 durante um tempo de terror, incerteza e agonia para Messiaen, nessa altura prisioneiro de guerra no campo de concentração alemão na Silésia, Polónia.

24 de Janeiro de 2007, às 21h00 - Pequeno auditório do CCB, Lisboa

No comments: